terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Vantagens da dupla cidadania italiana

Vamos as principais vantagens de ter a dupla cidadania italiana, tem um post inclusive que falo de um benefício financeiro específico para os italianos que vivem fora da Itália e que voltam a estudar em suas universidades.

O fato é que a dupla cidadania abre grandes oportunidades e vamos a elas:



Principais vantagens:

Ao tornar-se cidadão italiano, você poderá ali residir pelo tempo que quiser, e desfrutar plenamente dos mesmos direitos e obrigações de quem é natural, quanto à moradia, trabalho, estudo, política (progressiva), lazer, assistência médica, etc. Terá direito inclusive a aposentadoria, depois de atendidos os requisitos legais (trabalho registrado, pagamento de contribuições, tempo de serviço, etc.).
Você terá os mesmos direitos que o Europeu para votar, comprar casa, ajuda desemprego, contas bancárias, abrir firmas, negócios, business, mercados e muito mais além de não precisarem de visto de entrada e saída dos países da comunidade.
Você simplesmente tem todos os direitos que um cidadão italiano, pois, você com a cidadania, também é um italiano.
A sua cidadania também poderá ser transmitida aos seus descendentes.

Vantagens para o Trabalho:

Ser um cidadão com dupla nacionalidade traz alguns benefícios e facilidades, como a garantia de emprego legal sem a necessidade de trâmites burocráticos. Você poderá trabalhar em todos os estados membros da União Europeia.
No mercado de trabalho, a dupla cidadania pode ser um diferencial no currículo, pois a pessoa com experiência em viagens e em assuntos internacionais transmite conhecimento e cultura.
Trabalhar como Livre Profissional na União Europeia se convalidou o título de estudo, diploma universitário, doutorado, master, etc.

Vantagens nas Fronteiras e Residência:

Lembro-lhe também que de acordo com a Lei europeia (União europeia) as fronteiras dos países pertencentes à comunidade deixaram de existir virtualmente. Isto significa que como cidadão italiano, é lhe conferido o direito a residir em qualquer um dos outros 27 países da União Europeia.
Há possibilidade de fixar residência sem a necessidade de vistos e não tem limite de permanência. O direito de livre circulação de pessoas, envolve o Tratado de Schengen.

Vantagens nas Universidades:

A nacionalidade é muito almejada por jovens que planejam estudar na Europa. Integrantes da União Europeia têm acesso facilitado a universidades, que através de descontos podem custar até três vezes menos para cidadãos europeus.
Os estudantes poderão ainda, usufruir das bolsas de estudo oferecidas aos cidadãos italianos pelo Estado Italiano, por outros Estados ou por Organizações internacionais, Fundações, etc.

Vantagens nos Concursos:

Participar dos concursos públicos italianos (universitários, municipais, provinciais e regionais); concurso diplomático; concursos das academias militares italianas; concursos de organizações internacionais (UNESCO, NATO, OCDE, UE, Conselho da Europa, Parlamento Europeu) e concursos universitários Europeus e Italianos.

Vantagens nos Aeroportos e Vistos:

A dupla cidadania facilita a vida e a locomoção dos viajantes na entrada e saída dos países que integram a União Europeia.
A rapidez no check-in alfandegário é certo, adeus a filas - Quem já foi para a Europa sabe. Ao chegar a qualquer um de seus aeroportos, cidadãos com o passaporte italiano à mão ingressam em uma fila diferenciada, por onde passam sem delongas e livres de interrogatórios. Estrangeiros são obrigados a responder a diversas perguntas sobre duração e motivo da viagem, além de muitas vezes ter que passar por constrangimentos e ter que demonstrar renda suficiente para permanência.

Vantagens na obtenção do Visto para os EUA:

Os EUA, que mantêm estreitas relações com a União Europeia, não exigem dos detentores do passaporte da Comunidade Europeia o visto de entrada para o país. Na alfândega americana, os visitantes são divididos em americanos, europeus, e "outros".
Portanto, viajantes portadores de passaporte Italiano não precisam de visto para entrar nos EUA para viagens a turismo ou negócios com permanência de até 90 dias, pois a Itália faz parte do Visa Waiver Program (Programa de Isenção de Visto) que é um programa do governo americano que permite a portadores de passaporte de 34 países ingressar nos Estados Unidos com mais facilidade.
Entretanto, viajar para os Estados Unidos (destino preferido dos brasileiros) sem a necessidade de tirar qualquer tipo de visto tem sido responsável por um aumento no número de pedidos para obtenção de dupla cidadania por descendentes italianos residentes no Brasil.
Além dos EUA, quem possui a cidadania europeia pode viajar para algumas nações que não fazem parte da comunidade, como Japão, Canadá, dentre outros, sem precisar de vistos.

Vantagens na Guerra e Revolução:

Em caso de revolução, conflito ou guerra no Brasil, os que possuem cidadania italiana são protegidos pelas leis internacionais e pela Comunidade Europeia.

Vantagens nos Comitês:

Votar nas eleições e ser tutelado pelos COMITÊS, podendo apresentar ao mesmo suas queixas e observações sobre os desserviços consulares.

Vantagens nos Direitos:

Direito cívico de votar ativa e passivamente nas eleições políticas, administrativas e referendarias; direito a transparência; direito de proteção diplomática e de proteção de dados.

Vantagem na Assistência:

O cidadão residente no exterior que volta temporariamente para Itália, tem direito à assistência sanitária gratuita oferecida pelo serviço sanitário nacional (SSN).

Vantagens da cidadania na União Europeia:

O conceito de cidadania da União não substitui, mas se soma àquele de cidadania nacional.
Ela é subordinada à cidadania de um Estado membro. Portanto é considerado cidadão da União qualquer um que possua a cidadania de um Estado membro.
Além dos direitos e deveres previstos pelo tratado institucional da Comunidade Europeia, a cidadania da União comporta os seguintes direitos específicos: direito de circular e permanecer livremente no território da União; direito de voto e de elegibilidade nas eleições municipais e do Parlamento europeu, no Estado onde ele reside; tutela diplomática e consular por parte das autoridades de qualquer Estado membro, quando o Estado do qual o sujeito é cidadão não esteja representado num país terceiro; direito de petição e de recurso ao mediador europeu.


3 comentários:

  1. Ótimo artigo, parceiro! Certamente, são muitas vantagens sendo as principais vazar daqui quando der na telha e a desburocratização na hora de viajar pros EUA. Uma dúvida:vc sabe se sua esposa pode pedir a cidadania por estar casado contigo?

    Um abraço,

    ResponderExcluir
  2. Obrigado 4P, minha esposa tem cidadania portuguesa não precisa mas os italianos podem passar pelo casamento mas perde-se a cidadania brasileira. Uma vantagens interessante são os imóveis lá que estão muito mais barato do aqui, qualquer porcaria no Rio custa 1mm e para ter essa segurança, falta de infraestrutura de transportes, bala perdida, calor insuportável, enfim essa maravilha toda que vivemos todos os dias.

    ResponderExcluir
  3. Oi Fábio,
    Para ficar bem claro, vou exemplificar: se eu, brasileiro, tiver a cidadania italiana e resolver me casar com uma brasileira lá na Itália, ou aqui mesmo, eu perco a cidadania brasileira? E ela? Terá a cidadania italiana?
    Carlos Roberto Reolon

    ResponderExcluir